Bem-vindos ao “Estórias de Bicharocos e Bicharada”, um blogue dos 7 aos 77 anos

terça-feira, 21 de abril de 2009

Quem mexeu no meu pão?

Quem mexeu no meu pão?!!!... Esta gente sem vergonha mete o bico em todo o lado menos nos seus próprios pratos. Mal se olha para o lado lá estão eles a gamar ou a tentar... são piores que aquela gente que passa o tempo todo a debicar na vida alheia. Arre que são piores que as comadres!!! A essas ainda podemos virar as costas e ignorar. É o mal de viver num bairro antigo e dito típico de Lisboa... quadrilheiras e ladrões de conveniência são às carradas ... é mais fácil tropeçar nesses do que numa pedra da calçada ... até porque afinal de contas tenho asas.

Deixa cá pegar no meu pão e levá-lo para lugar seguro. Estes bicharocos de quatro patas, nariz afiado e muito pêlo não são de confiança. Bem que a LisSecuritum dava aqui jeito ... huum ... boa ideia!!! Vou chamá-los, pois aqui terão muito trabalho para fazer e até estou a fazer um favor a estes humanos, que nem se apercebem dos perigos que correm ao ter estes roedores por perto. É isso mesmo... vou ligar-lhes!

triim triim

- LisSecuritum bom dia!

- Muito bom dia senhores. Gostaria de vos informar que o Bairro Alto tem imensos roedores e que estão sempre a tentar roubar-nos a comida oferecida pelos humanos. São uma praga total.

- Muito bem! É uma parte da cidade que já tinhamos intenção de inspeccionar, mas de facto ainda não temos pessoal suficiente para cobrir todas as áreas.

- Pois acredito que tenham mesmo muito trabalho a tentar controlar roedores e as malucas das pombas, mas essas não se chegam quando estou por lá.

- Estou a ver que pelo menos é temido pelas pombas, isso é muito bom e seria útil para nós termos um vigilante assim. Será que gostaria de integrar o nosso quadro de vigias?

- É uma proposta tentadoramente interessante, mas tenho o meu emprego.

- Bem, apenas precisaria de nos informar sobre as ocorrências que vai registando, no dia-a-dia, junto dos moradores do Bairro. Será atribuída uma pequena recompensa por cada alerta válido.

- Muito bem, aceito. Podem contar comigo!

- Agradecemos a sua colaboração e vamos enviar uma equipa imediatamente. Diga-nos onde aconteceu o incidente.

- A meio da linha do Elevador da Bica.

- Percebido e registado. Mais uma vez agradecemos a sua colaboração e bem vindo aos quadros da LisSecuritum! Apenas solicitamos que passe pela nossa sede de forma a formalizar o contrato.

- Concerteza! Hoje à tarde passarei por aí.

- Então até logo!

- Até logo!

Bem, deixa-me cá pirar e levar a paparoca para o telhado. Agora que fiz a minha boa acção do dia vou refastelar-me com um almoço com vista para o Tejo!!

Texto de Sandra Marques - Blogues: Nas Asas dos Sonhos e Chocolate PB (Todos os direitos de autor reservados)

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Uma família delicada


Foi quando os ouvi no meu jardim...

Hoop! Hoop! Hoop! Fazia Dom Poupa Delicado, chamando Dona Poupa Delicadeza, já tendo preparado a refeição dos dois, bicando por todo o lado em diferentes direcções, procurando minhocas que ele bem sabia ser o prato preferido dela.

Repetiu o seu chamamento, Hoop! Hoop! Hoop! Como tardava Dona Poupa Delicadeza, pensava impaciente Dom Poupa Delicado, que ensaiou um voo mostrando as suas belas asas todas riscadas de preto e branco, tal como o topo da poupa.

Espreita da cavidade de uma árvore Dona Poupa Delicadeza que chocava os seus ovos de cor azul esverdeada, que pareciam verdadeiros ovos da Páscoa, perguntando ao seu companheiro se não tinha visto o coelho.

- O coelho? Qual coelho? pergunta Dom Poupa Delicado.

- O coelho que roubou os nossos ovos no ano passado, respondeu triste Dona Poupa Delicadeza.

- Ah! O coelho da Páscoa!! Já foi embora! Mal o vi, chamei todos os pássaros e também o cão dono do jardim. O coelho mal viu o cão desapareceu correndo. Não tenhas medo este ano ninguém roubará os nossos ovos.

Hoop! Hoop! Hoop! Canta contente Dona Poupa Delicadeza e corre junto com Dom Poupa Delicado a comer as minhocas por ele preparadas.

Dias depois, dos belos ovos que pareciam pintados, nasceram as Poupinhas Delicadas.

Existia no meu jardim, mais uma família feliz.

Texto de Claras Manhãs (Todos os direitos de autor reservados)

Fotografias © Helena Paixão

Textos e poemas © Autores referidos em cada ‘post’

Fotografias, textos e poemas protegidos pelo Código dos Direitos de Autor

Postais de Paixão no Flickr

www.flickr.com
Esse é um módulo do Flickr que mostra fotos e vídeos públicos de Helena Paixão (busy, busy). Faça seu próprio módulo aqui.

Receba as actualizações deste blogue

Introduza o seu endereço de e-mail aqui:


Powered by FeedBlitz

Bichinhos carpinteiros

Bichinhos à espreita

  © Blogger template 'The Lake' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP