Bem-vindos ao “Estórias de Bicharocos e Bicharada”, um blogue dos 7 aos 77 anos

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

O Pernilongo distraído


- Ei, Longos! Sempre vens ou não?
- Pá, ‘tou feito! Não me aborreças agora!
- Mas, já tínhamos combinado há bué, meu! Hoje é a final. Super importante!
- Importante? Nada é mais importante do que isto! Só te digo que ‘tou feito à posta!
- À posta? ‘Tás bem?
- Que é que achas? Estou feito, já te disse. Olha, Pernas, diz ao pessoal que hoje não vai dar. Quero lá saber da final! Rico final vou eu ter!
- Queres dizer-me o que se está a passar? Quem te vir diz que és tonto, Longos. Já está lá tudo à espera, só faltas tu. Daqui a nada, ficas com as pernas brancas. Uhuh! Que cena marada! O Longos de perna branca. Vais levar um baile!
Ah! É verdade, a tua mãe queria falar contigo. Passei lá para te ir buscar e ela disse-me…
- Ai! Não quero saber! Não quero saber! Vou levar é das poucas, isso é que vou. Deixa-me, Pernas. Se me livro desta juro… juro… sei lá, que nunca mais venho nadar com aquela cena.
- Mas que cena? Cenas ‘tás é a fazer tu, aqui, ora vai abaixo, ora vem acima, ora baixa o traseiro, ora tira. Nem a nadar estás, qual é? Olha, a tua mãe mandou…
- Qual é? Não me fales na minha mãe que me passo! Já viste um jovem pernilongo à beira dum ataque de nervos?
- Olha-me este! E se me dissesses o que se passa, hã? Mas deixa-me dizer-te o que a tua mãe…
- Esquece a tua tia, Pernas! Nunca a viste virada, pois não?
- Longos, já nos conhecemos desde sempre, bolas! Diz lá que eu ajudo-te. Não há-de ser nada do outro mundo…
- Vai ser, se eu voltar para casa e disser à minha mãe o que aconteceu!
- A tia Longuita? Ái que já não estou a perceber nada! Ela nunca te bateu, meu!
- Mas desta, levo por todas as que fiz e que não fiz, acredita!
- Bom! Diz lá o que fizeste. Sou teu amigo ou não sou? Se quiseres até digo à tua mãe que fui eu. A mim ela não me diz nada, ou antes, disse. Pediu para…
- Disse que tu és super organizado, não foi? Ela ‘tá sempre a dizer-me: “Longuitos, Longuitos! És tão distraído, filho! Podias ser como o Pernitas. Mas não! Deixas tudo em qualquer lado, nunca sabes onde puseste as coisas. Depois andas aflito. E patati e patatá…
- Isso é o que ela te diz! A minha mãe está sempre a dizer-me que eu leio até altas horas! Que estrago a vista!...
- Eh!Eh! Agora até me fizeste rir, e eu não me posso rir, ouviste? E não me fales em vista! Olha, é assim, e, se deres ao bico, eu ‘tou feito, mas tu, Pernas, começa já a dar de patas porque digo ao pessoal que não adormeces sem ser com a luz acesa.
- Pá, essa não, meu! ’Tás-me a gozar? Prometeste que não abrias nunca o bico, ‘Gus!
Vais dizer-me ou não? Vamos ficar aqui o dia todo? Já ‘tou com as pernas a doer.
- A minha mãe diz-me sempre para eu não usar as lentes quando vou nadar, né? E já viste quantas me comprou este ano. Até me cortou a mesada.
- Pois cortou e quem se tem que chegar à frente sou sempre eu.
- Então, acordei cedo e pensei em vir nadar e pus as lentes.
Estava o nosso Longos a contar e não reparava, aflito que estava, que o primo já se ria como um perdido.
- Ainda gozas? Pá, perdi as lentes! Eu ‘tou feito! Pára de te rir e ajuda-me a procurar.
- Longos! Queres ouvir-me?
- Quero que me ajudes! Sem as lentes é que eu não saio daqui!
- Tu não perdeste nada, meu!
- Não perdi o quê? Estou-te a dizer que não consigo ver direito, já nem sei se é do nervoso, se é de quê!
- Longoooooos!
O Longos olhou e viu que o primo tinha uma caixinha na asa!
- Pernas! Também vais usar lentes? Queres ver que é de família?
- Longos! São as tuas lentes, meu!
- Bolas! Viste-me aqui aflito! Já me imaginava sem mesada para a vida inteira!
Que alívio! Desta já me safei! Olha, que é que queria a minha mãe dizer-me?
- A tua mãe pediu que te trouxesse as lentes, trengo!
- Podias ter-me dito logo!
O Pernas pousou a asa no ombro do primo e disse a rir:
- És mesmo um Longas, ó Longos! ‘Bora lá que o resto do grupo já deve ‘tar é seco de esperar.

Texto de Cristina Miranda - Blogue: Lugarejo de Palavras (Todos os direitos de autor reservados)

Fotografias © Helena Paixão

Textos e poemas © Autores referidos em cada ‘post’

Fotografias, textos e poemas protegidos pelo Código dos Direitos de Autor

Postais de Paixão no Flickr

www.flickr.com
Esse é um módulo do Flickr que mostra fotos e vídeos públicos de Helena Paixão (busy, busy). Faça seu próprio módulo aqui.

Receba as actualizações deste blogue

Introduza o seu endereço de e-mail aqui:


Powered by FeedBlitz

Bichinhos carpinteiros

Bichinhos à espreita

  © Blogger template 'The Lake' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP