Bem-vindos ao “Estórias de Bicharocos e Bicharada”, um blogue dos 7 aos 77 anos

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Ter um amigo é tão bom!


- Pssssiut!!!
- ………
- Olá! Estava lá em cima no Blogue da Helena e apeteceu-me vir à janela.
- Blogue? Helena? Ái, desculpa, não estou a ver a que te referes. És nova, por aqui?
- Sou. Comecei há dias a colaborar no espaço da Helena. É fotógrafa.
- Ah! Uma agência de modelos. É isso? Então és modelo.
Lilly desatou a rir. Achou um piadão que aquele rapaz tão bonito achasse que ela era modelo.
- Não. Sou a Lilly. Gosto imenso de escrever e fiquei deliciada com o projecto da Helena. São contos que são lidos por jovens dos 7 aos 77. Respondi ao anúncio, ela gostou e cá estou eu. Ainda não conheço muita gente por aqui e como te vi assim, meio tristonho, perdi a vergonha e vim falar um bocadinho contigo.
Foi a vez de o nosso Azulito rir. Miúda engraçada e que simpática.
- Espera lá, agora que estás a falar, há dias andava por aqui uma rapariga com uma mala ao ombro. Perguntou-me se eu não me importava que me tirasse umas fotografias.
- Só podes ter deixado! Tens umas penas tão bonitas! E essa cor!
- Não me importei. Hesitei um bocadito. Sabes? Eu sou um pavão e nem imaginas o que corre de boatos por aí!
- Então? Boatos?
- Que sou um grande vaidoso, que só olho para mim, que ando atrás das miúdas todas aqui do jardim e não é verdade.
- Mas a Helena é uma ternura de pessoa, uma paixão! Com ela podes falar de tudo.
- Achas mesmo? Não falo assim com as pessoas sobre isto. Ela deveria pensar que eu me estava a armar, sei lá!
- Estás a falar comigo, não estás?
- Mas não és pessoa e já vi que és super simpática.
Lilly adorou e deu um salto e foi pôr-se mais pertinho daquele Pavão tão bonito.
- Pronto! Sou pequenota. Dali do chão não te conseguia ver bem. Mas, diz-me, não gostaste da Helena? Se dizes que sou simpática espera para falar com ela e vais ver! Ela está sempre atenta e claro que te ajudaria a acabar com esse diz que disse.
- Claro que gostei! Ela tratou-me tão bem! Foi-me fotografando. Disse até para me por à vontade e que eu não precisava de posar.
As pessoas que vêm aqui ao jardim adoram ver-me, mas, eu sei que depois me chamam vaidoso e outros nomes que nem te digo. Não faço a mínima ideia porquê mas até me compararam com um tal D. Juan, só que me chamaram D. Pavan.
- És mesmo engraçado! – e Lilly ria, divertidíssima – É porque tu és muito bonito, entendes?
- Tu também. Já te chamaram nomes assim?
- Já! Dizem que sou uma magrela, que pareço uma vara de pauzitos mas eu não ligo nenhuma nem dou ouvidos e tu tens é que fazer exactamente o mesmo.
Importa o que se é por dentro, e já deu para perceber porque é que a Helena te pediu para te fotografar.
- Achas mesmo? Não estás a dizer isso só por dizer?
- Não acho, Azulinho. Tenho a certeza!
- Então porquê? – Chamava-lhe Azulinho. Gostou.
- Eu disse-te que estava lá em cima no Blogue da Lena, não disse?
- Sim, e?...
- Não te disse é que já vi as tuas fotos lá, que ela saiu mas deixou o computador ligado.
- Fiquei na mesma… diz tudo duma vez, ó piolha!
Lilly deu mais um salto e ficou no dorso do amigo que sabia ter encontrado ali.
- Vou contar-te um segredo. A Helena já mandou as tuas fotos para uma amiga para que ela escrevesse uma história sobre ti. Ela sabia que andavas super triste por pensares que gostavam de ti só por seres bonito por fora e como te sabe assim, tão bonito e terno e simpático, achou que te podia ajudar. Vais ver, Amigo. Daqui a dias vais receber muitas visitas e vão olhar-te assim, como ela te olhou, e, nunca mais te vão chamar D. Pavan.
O pavão ficou calado sem saber bem o que dizer. Olharam-se e desataram a rir.
- Há muito que não encontrava um bichito como tu, Lilly. Tens que ir já para o Blogue?
- Não. Estou na minha hora de intervalo, porquê?
- Porque me disseste que começaste a trabalhar há pouco tempo aqui e faço questão de te mostrar este espaço. Afinal, hoje ganhei uma Amiga e há que celebrar.
- Eia! ‘Bora lá que te acompanho. Mas vai com calma que tenho que ir dando uns saltos.
- Nem penses, Minorca! - E piscou-lhe o olho a sorrir – Faço questão de te levar assim para poderes ver tudo cá do alto como deve ser. Vou mostrar-te todos os cantinhos à casa.

Lá em cima, pela janela do Blogue, a Helena sorria.
Que maravilha ver como os visitantes olhavam com tanta ternura um pavão todo vaidoso a passear, com uma Louva a Deus no dorso, toda catita, pelo jardim.
Não resistiu! Foi buscar a máquina para ficar com mais um belo momento.

Texto de Cristina Miranda - Blogue: Lugarejo de Palavras (Todos os direitos de autor reservados)

47 comentários:

Adrian LaRoque 10 de fevereiro de 2009 às 22:08  

Maravilha Helena, so te posso congratular pelo excelente trabalho.
Helena ainda não esqueci que tenho um email para responder.

Kafia 10 de fevereiro de 2009 às 22:27  

Q lindas fotos!
Os pavões marcam a minha familia =)

Sandra Rocha 10 de fevereiro de 2009 às 22:37  

Um encanto tanto as fotos como o texto um verdadeiro conto, até imaginei um livro para crianças :)
beijos.

Maria 10 de fevereiro de 2009 às 22:49  

As fotos são lindíssimas, Helena!
Parabéns!
(a estória copiei-a para ler mais tarde, agora não dá.. :) )

Um beijinho

O Repórter Alentejano 10 de fevereiro de 2009 às 23:01  

Excelente, Lena, outra coisa não seria de esperar! :-)
Parabéns novamente, a ti por seres a fotógrafa fantástica que a cada minuto demonstras ser, e à Cristina pela criatividade e pela sensibilidade com que acompanhou a tua fotografia.
Beijinho,
O Repórter Alentejano.

Gata Verde 10 de fevereiro de 2009 às 23:28  

Que pavão lindo!!!
Adorei...beijocas

Nuno de Sousa 10 de fevereiro de 2009 às 23:57  

Mais um duo de qualidade, imagem bem conseguida num conjunto de belas fotos cheias de cor e alegria e um texto cheia de criatividade e mto bem escrito como é natural vindo de onde vem...
Parabéns a ambas por este post cheia de beleza e arte.
Bjs ás duas,
Nuno

Menina do Rio 11 de fevereiro de 2009 às 01:02  

Que encanto! Eu leio e imagino a cena. Um pavão garboso com sua plumagem brilhante é sempre um belissimo modelo! Olha que Lilly tá se saindo uma senhora anfitriã!

um beijo pra ti, minha querida
Tem um semana cheia de alegrias

Remus 11 de fevereiro de 2009 às 10:09  

Simplesmente uma delicia de boa disposição e de ternura.
Quer a história quer as fotografias são totalmente complementares.
Muitos parabéns.

Anónimo 11 de fevereiro de 2009 às 12:13  

Estas fotos fizeram jus a beleza do animal, admiro demais o pavão e as tuas fotos ficaram lindas, tb gostei mto da histórinha, estao de parabens, bjs

RT

pin gente 11 de fevereiro de 2009 às 16:44  

que delícia de fotos, lena!
gostei do diálogo... e é verdade que és uma paixão.
beijo

Fatyly 11 de fevereiro de 2009 às 17:56  

As fotos estão uma delícia e quando começo a ler nunca vejo quem é o autor.
Comecei e senti a ondulação terna e criativa, algo me era familiar e no final...a Sô Dona Cristina Miranda, só podia ser oh fiota mais nita:)

Parabéns Helena pelas fotos - que maravilha e parabéns à CRis pelo texto.

Já imprimi esta história deliciosa e já juntei mais uma folha ao meu livro de histórias.

Beijocas e saio daqui como sempre: com a alma cheia e os olhos limpidos

Paulisha 11 de fevereiro de 2009 às 18:02  

Lindissimas...as fotos e a escrita!!! A combinação perfeita!!!
Beijinho grande

cris 11 de fevereiro de 2009 às 20:00  

Deu-me imenso gozo escrever este conto :) Imaginar esta bicharada a começar a dialogar é uma delícia. E a foto? Uma Paixão tirada por outra Paixão!
Obrigada por este jardim maravilhoso!
Vir aqui é sempre um prazer e teres-me dado a oportunidade de participar foi tão bom!
Recuei ao tempo em que me "virava" para contar estórias às minhas piolhas porque elas já as conheciam todas e quando começava a inventar refilavam: "-Não é assim, mãe! Não é assim que continua!"

Deliciei-me!
E, concordem lá, fazem ou não um duo super patusco, o Azulito e a Lilly?
Não posso de agradecer à Carla por me ter deixado "pegar" na Lilly, uma ternurica de louva-a-Deus.

Obrigada a todos pelos comentários mas quem está de parabéns é a Helena que nos proporciona momentos tão bonitos.
Com amizade e muitos beijitos,
Cris

Marco Reis 11 de fevereiro de 2009 às 20:26  

Parabéns pelo registo deste majestoso pavão. Lindíssimo!!!
Cumps

Maripa 11 de fevereiro de 2009 às 21:49  

Lindas fotos e uma história de encantar!
O Azulinho é muito querido mas olha que a Lilly é duma simpatia...Sou fan da Lilly.

Beijo carinhoso.

Ana 11 de fevereiro de 2009 às 21:58  

Adorei as imagens do Pavão "Azulinho" as belas buganvílias, a varanda em pedra, e a história está uma delícia! A tal menina Helena que a Lilly acha uma ternura, uma paixão, não é que tem razão? :-)
Adorei! Li-a duas vezes e espero voltar a lê-la mais vezes.
Fica aqui os meus sinceros parabéns a ambas e um grande beijinho,
Ana Paula

Carla Alves 12 de fevereiro de 2009 às 00:20  

Olá Helena e Cristina,

O que dizer?! Estou felicíssima por ver a Lilly ganhar vida! Daqui a nada deixa de ser uma mera personagem e transforma – se, de facto, na contadora de histórias deste blogue.

Bem, com imagens destas (fabulosas) e escritores assim … quem não quereria fazer deste blogue a sua casa?!

Um grande beijinho para as duas,
Carla (sempre a correr, super – atarefada …)

Chris 12 de fevereiro de 2009 às 00:25  

Eu sabia que a Cristina conta histórias de bicharocos muito giras e que a Helena é uma excelente fotografa.
Então, só podia sair um trabalho conjunto magnifico.
Beijinhos às duas

FERNANDA-ASTROFLAX 12 de fevereiro de 2009 às 00:29  

OLÁ QUERIDA HELENA, FIQUEI APAIXONADA PELAS FOTOS E O TEXTO... TUDO MARAVILHOSO... PARABÉNS PARA AS DUAS MENINAS, ESTÁ UM CONJUNTO MUITO BEM CONSEGUIDO.... S U B L I M E ...
UM GRANDE ABRAÇO DO TAMANHO DO MUNDO,
FERNANDINHA

claras manhãs 12 de fevereiro de 2009 às 00:35  

As fotos são fenomenais, Helena
mas fiquei 'pregada' na história.
Que boa ideia Cris teres ido buscar a Lilly. uma ideia genial!

Beijinho às duas

Francisco Antunes 12 de fevereiro de 2009 às 09:03  

Helena, um trabalho excelente este blog, com as tuas fotos com a qualidade a que nos tens habituado e textos a condizer, uma beleza para os olhos e para o espirito, continua... estás no bom caminho!

Carla 12 de fevereiro de 2009 às 09:41  

...e que dizer de quem assim escreve sobre tão belas e coloridas fotografias. Nada, apenas FABULOSO.
Parabéns às duas e beijinhos

croqui 12 de fevereiro de 2009 às 11:56  

ena, adorei este blog! mt bom

voltarei com mais tempo!

José Rasquinho 12 de fevereiro de 2009 às 12:42  

A fotógrafa está mais que confirmada, e a(o)s escritore(a)s vão-se mostrando. Asim vai este belo trabalho!
Parabéns Helena, mais uma vez!

Marta 12 de fevereiro de 2009 às 13:31  

As fotos são fabulosas e um texto maravilhoso...
Gostei imenso...
Beijos e abraços
Marta

Nilson Barcelli 12 de fevereiro de 2009 às 17:57  

Magníficas fotos, gostei imenso.
O texto é interessante.
Beijo.

Graça - EB1 da Conquinha 12 de fevereiro de 2009 às 18:55  

Helena, parabéns por este magnífico trabalho!!
Já tinha estado por aqui mas sempre a correr... ainda não tinha dado tempo para deixar um bjinho para ti e para os contadores de histórias..

Fernando Santos (Chana) 12 de fevereiro de 2009 às 18:58  

Olá Helena, belas fotos de lindo Pavão...belo texto...Espectacular...
Beijos

Jacqueline® 12 de fevereiro de 2009 às 20:18  

Olá Helena :)

mas que espaço tão simpatico, na realidade simpatico como tu.
Adorei as fotos e os textos também.

obrigada pela visita e uma grande beijinho

Paula Mota

BC 12 de fevereiro de 2009 às 21:05  

Vim aqui pela mãos do Nuno.
Gostei bastante e vou continuar, eu lá no meu espaço também brinco com uns sorrisos.
Beijinhos
Isabel

Angela Ladeiro 12 de fevereiro de 2009 às 21:09  

E é que gostei mesmo...como avó já me vejo a contar a estória...um beijinho

isabel mendes ferreira 12 de fevereiro de 2009 às 21:10  

vim H pela mão sempre generosa do Nuno...e claro....valeu a pena....


a ternura ainda existe!


de mão dadas com o saber "ver".


beijo.

tulipa 12 de fevereiro de 2009 às 21:39  

Um encanto este blog.

PARABÉNS HELENA

Tanto as fotos como o texto um verdadeiro conto,ESTÃO FANTÁSTICOS.

ADOREI.

Hummmm...um dia aparecerá um "Livro de Histórias" com textos de Helena Paixão e ilustrado por Helena Paixão.

Beijos.

tulipa 12 de fevereiro de 2009 às 21:43  

Peço desculpa porque...

depois...

de ler alguns comentários fiquei sabendo que as fotos são da Helena e os textos da Cristina...
não sabia!!!

Lenita Nabais 12 de fevereiro de 2009 às 21:54  

Uma linda história, muito bem imaginada, bem enquadrada nas fotos e no belo título!!! Linda demaisssss! Beijokas e PARABÉNS às duas protagonistas! O blog está muito colorido!

Betty Branco Martins 12 de fevereiro de 2009 às 22:32  

.____________o Nuno me trouxe até aqui:=)



BRAVO_______!




___________trabalho magnífico





.muitos PARABÉNS!




____________///








beijO

Emília 12 de fevereiro de 2009 às 22:51  

Só agora o Nuno me trouxe até aqui para partilhar esta maravilha! Que blogue lindo, que ideia fantástica Lena!Parabéns para a excelente fotógrafa e a todos os autores das estórias.

alexandrecastro 13 de fevereiro de 2009 às 14:40  

respondendo ao convite...aqui estou! gostei muito do espeço. voltarei com mais tempo. bj e parabéns

Helena de Tróia 13 de fevereiro de 2009 às 16:24  

Estas fotos têm umas cores fantásticas!;-)

Valentim Coelho 13 de fevereiro de 2009 às 18:03  

Olá Helena,
Obrigado pelas tuas palavras no meu blog.
Também gosto de visitar o teu pois encontro sempre belas imagens (altamente profissionais) que me enchem a vista.
É sempre um prazer aparecer por aqui.
Beijinhos

Fer 13 de fevereiro de 2009 às 22:01  

Que maravilha miga!
bjitos
bfsemana

Fernando

Emanuel Azevedo 13 de fevereiro de 2009 às 22:49  

Trabalho fotográfico muito bem cogitado. Os meus parabéns! Um forte abraço dos Açores.

mariam 14 de fevereiro de 2009 às 23:58  

Helena,
Cristina,
Fantástico AZUL em fundo violáceo, delicioso dialogo este!

parabéns a ambas!

um sorriso :)
mariam

JOSÉ NEVES 17 de fevereiro de 2009 às 14:54  

Um blog de grande classe, mais um trabalho de excelente qualidade.

Sinceros parabéns para as amigas.

Beijinhos

John 17 de fevereiro de 2009 às 17:27  

Lovely photo collection!

M. 21 de fevereiro de 2009 às 10:13  

Helena, que belo texto, mais do que belo apesar de o ler com atraso acredita que as manhãs de fins de semana são as únicas propícias a estas leituras e estes contos merecem ser saboreados com o valor que merecem. Adorei. E as fotos, de morrer! belíssimas. Se alguma vez editares um livro, este texto dá um ínicio mais que perfeito, é como uma apresentação ao teu espaço e ao teu trabalho. Parabéns à autora pela imaginação com humor e ternura à mistura e a ti por um espaço cada vez mais bonito.

Abraço

Fotografias © Helena Paixão

Textos e poemas © Autores referidos em cada ‘post’

Fotografias, textos e poemas protegidos pelo Código dos Direitos de Autor

Postais de Paixão no Flickr

www.flickr.com
Esse é um módulo do Flickr que mostra fotos e vídeos públicos de Helena Paixão (busy, busy). Faça seu próprio módulo aqui.

Receba as actualizações deste blogue

Introduza o seu endereço de e-mail aqui:


Powered by FeedBlitz

Bichinhos carpinteiros

Bichinhos à espreita

  © Blogger template 'The Lake' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP