Bem-vindos ao “Estórias de Bicharocos e Bicharada”, um blogue dos 7 aos 77 anos

terça-feira, 10 de novembro de 2009

O Ostraceiro da Paixão


O ostraceiro da Paixão é um bicho vaidozito
pica por todos os cantos, pica, pica, com jeitito


Passa a vida no picanço sempre em volta dos pés dele
Pica aqui e pica ali, mas nunca se pica a ele


Tem pintinha de vaidoso, é bonito, ar de gingão
Papa ostras e peixinhos, o ostraceiro da Paixão


Entra mudo e sai calado, neste charco onde apareceu
Gosta do som do calado, às vezes enamorado, leva no bico o que deu


Vagueia por muitos mares, águas salgadas e rios
P'ra ele não há fronteiras, a vida são desafios


Tem tempos de solidão, tem momentos de alegria
Quando se fala de amor, o ostraceiro, ele até pia


Agora vejam-no bem, com esta peço perdão
Estava à espera destes versos, o ostraceiro da Paixão


Texto de Rui J. Santos (Todos os direitos de autor reservados)

38 comentários:

Gata Verde 10 de novembro de 2009 às 23:56  

Adorei o reflexo!!
Excelente foto!
;))

kameramaninblack 11 de novembro de 2009 às 09:37  

Helena,
a primeira foto está brutal!
parabéns!

José Rasquinho 11 de novembro de 2009 às 10:53  

Ah g'anda Rui!!!!
Gostei dos versinhos, e as fotos estão lindas!
Bjinho.

Ana 11 de novembro de 2009 às 18:08  

As fotos são magníficas com um reflexo fantástico, adorei e também adorei este belo texto poético muito bem elaborado:-))
Parabéns à artista Leninha e ao autor Rui Santos.
Beijinhos repletos de carinho,
Ana Paula

Nuno de Sousa 11 de novembro de 2009 às 22:59  

Grandes imagens... lindas :-) e que belo e original este teu trabalho Rui q belo poema para o ostraceiro da Paixão... adorei...
Fantástico.
Bjs e abraços
Nuno

Chris 12 de novembro de 2009 às 12:02  

O nosso amigo Rui a "brilhar" com o seu versejar fkuente...
As fotos que acompanham estão ao mesmo nivel.
Parabens e bjs aos dois
(a minha veia poetica e sentimental vem do interior, e normealmente está no interior. Por vezes sai cá fora quando, apetece partilhar)

José Neves 12 de novembro de 2009 às 14:03  

Sempre que por aqui passo descubro verdadeiras relíquias literárias e fotografias de encantar.
Mais um trabalho de grande qualidade neste blog dos 7 aos 77.

Beijos e abraços.

Remus 12 de novembro de 2009 às 20:43  

Também já tive oportunidade de fotografar estes bichos (ou pelos menos uns parentes destes :-)), mas estas fotografias, ao contrário das minhas, ficaram cheias de cor e vivas.
Parabéns.

Lenita Nabais 12 de novembro de 2009 às 23:58  

Bela história, excelentes fotos! Grande simbiose entre o texto poético e as imagens! Tu e o "nosso" poeta Rui, num brilharete ! Parabéns aos dois! E um beijito ao "ostraceiro da Paixao"!*****

aa 13 de novembro de 2009 às 01:10  

Olá Helena,
mais uma vez nos presenteias com fotos de excelente qualidade!!!
Gostei muito dos reflexos!
Assim como gostei do poema que as acompanha e da forma bastante original como termina:)
Parabéns aos dois!

Beijinhos,
AA

Ajay 13 de novembro de 2009 às 01:20  

The first shot is so beautiful. As if the bird is kissing it's own reflection. :-)

tossan® 13 de novembro de 2009 às 03:18  

Você tem a paixão no nome, na fotografia e na escrita. Suas fotos são fascinantes, espectaculares e arrepiam só de contempla-las Beijo

Ana Lúcia 13 de novembro de 2009 às 12:53  

Parabéns por mais este trabalho. As fotografias estão cheias de cor e luz.

JMV 13 de novembro de 2009 às 17:21  

A primeira imagem está incrível.Gosto da articulação com o texto,mas a isso já estou felizmente habituado.

Fernando Santos (Chana) 13 de novembro de 2009 às 18:38  

Belo trabaho...Excelente....
Beijos

Rafeiro Perfumado 13 de novembro de 2009 às 23:24  

Ou seja, temos aqui o Zezé Camarinha com penas.

Beijoca!

Multiolhares 14 de novembro de 2009 às 11:52  

As fotos estão um espectáculo, a ultima com o reflexo esta deslumbrante,
E a descrição do bichinho em forma poética completa o quadro
beijinhos

▒▓█► JOTA ENE 14 de novembro de 2009 às 13:46  

ººº
Ele é vaidoso mas sabe porquê?

Claro que o (a) talento da fotografa ajuda... e muito. Assim tb eu era bonito (lol)

Bom f-d-s

pin gente 14 de novembro de 2009 às 16:13  

eheheh
giríssimo, paixão!
as fotos teimaram em mão abrir... deve ser para eu ter que aqui voltar. (truques?!)
gostei do textos do rui

alto! aparecer o dito... vou vê-lo

isto é o que se chama um rapaz combinadinho... ele é "boca", olhos e sapatos da mesma cor!


beijos, leninha

MENSAGENS AO VENTO 14 de novembro de 2009 às 20:58  

__________________________________


Palmas, para os dois!

As fotos são belíssimas...Muito bem cantadas pelo poeta!


Beijos de luz e o meu carinho, Helena!!!

Zélia (Mundo Azul)


_________________________________

Valentim Coelho 15 de novembro de 2009 às 21:08  

Olá Helena,
apresenta-nos aqui mais umas fotos de excelente qualidade.
Os versos ficaram engraçados.

Beijinhos e boa semana.

John 15 de novembro de 2009 às 21:41  

Another lovely captured series. Well done as always.

Maripa 15 de novembro de 2009 às 21:43  

Paixão à primeira vista pelo ostraceiro da Paixão...

Tem belas razões para se sentir vaidoso. Fotos e versos cinco estrelas!

Parabéns aos dois.

Beijo,Helena.E o meu carinho.

One 16 de novembro de 2009 às 06:00  

Grande captura e belas cores, parabéns!

Kichu $ Chinnu | കിച്ചു $ ചിന്നു 16 de novembro de 2009 às 06:51  

Liked the reflections in the 1st one . Are the reflections real ?or is it some photoshop action.

alfacinha 18 de novembro de 2009 às 05:09  

A beleza da natureza pula do ecrã.
cumprimentos

Isabel-F. 19 de novembro de 2009 às 12:46  

Oi Helena ...

Bem interessante o teu Blogue ...
completamente diferente do habitual .. parabéns ... gostei muito ...


agradeço-te a visita ao meu sítio ... e as palavras deixadas ... volta sempre ...
a casa é tua


beijinhos
isabel

gotadevidro 19 de novembro de 2009 às 14:22  

Fotos muito belas e com uma claridade magnifica e o texto muito bem enquadrado

Parabéns

beijito

Nilson Barcelli 19 de novembro de 2009 às 22:05  

As fotos são magníficas. Imagino o trabalho e a paciência que tiveste para fazer cada uma delas.
Os versos têm o tom e o ritmo muito bem adequado às fotos. Para além da boa escrita, o autor sabe observar e adaptar o que diz com base nas fotos.
Parabéns a ambos pela excelência dos trabalhos apresentados.
Beijos, querida amiga.

Maria, Simplesmente 21 de novembro de 2009 às 11:00  

Helena:
Que maravilha desde o texto às fotografias!
Uma frescura e poesia que se fundem perfeitamente.
Um beijo aos dois por esta beleza que me fez sorrir nesta chovosa manhâ de Outono.
Bom fim de semana
Maria

Sônia Brandão 22 de novembro de 2009 às 01:59  

São muito lindas as suas fotos e ficam bem interessantes ilustrando os textos.

Magro Costa 22 de novembro de 2009 às 11:39  

Tuas fotos são muito bonitas. Aquela da lebre correndo na água esta magnífica!
Volto aqui, é certo.

BC 24 de novembro de 2009 às 19:01  

Sempre lindas as tuas imagens Helena, porque pões nelas toda a tua força por isso as coisas saem tão bem.
Beijo
Isabel

Fatima Condeco 25 de novembro de 2009 às 19:22  

Combinação perfeita
lidas as fotos , lindo o texto
parabens aos dois

Merce 25 de novembro de 2009 às 20:33  

Fermoso traballo o que tes no teu blogue. Noraboa!

Unha aperta :)

Carla 25 de novembro de 2009 às 21:51  

que imagens fabulosas...e a primeira está brilhante
beijo amigo

A. Caeiro 6 de dezembro de 2009 às 21:23  

Fantásticos estes reflexos.

JORGE DELFIM 23 de dezembro de 2009 às 00:42  

Lindas fotos. Gostei muito de espreitar o teu Blog, acho magn+ifico.

Um Bom Natal pra ti e para os teus.

Beijokas

Jorge Delfim

Fotografias © Helena Paixão

Textos e poemas © Autores referidos em cada ‘post’

Fotografias, textos e poemas protegidos pelo Código dos Direitos de Autor

Postais de Paixão no Flickr

www.flickr.com
Esse é um módulo do Flickr que mostra fotos e vídeos públicos de Helena Paixão (busy, busy). Faça seu próprio módulo aqui.

Receba as actualizações deste blogue

Introduza o seu endereço de e-mail aqui:


Powered by FeedBlitz

Bichinhos carpinteiros

Bichinhos à espreita

  © Blogger template 'The Lake' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP